*Fazer olhinhos

*Sutiãs triangulares

* Dezembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

Sexta-feira, 28 de Março de 2008

Nesses dias de chuva

 

Nesses dias de chuva, aproveite para refrescar a cabeça;

Tomar um ar mais leve;

Andar mais devagar, sem pressa;

Deixar-se molhar quando neblinar para a chuva carregar todas as energias ruins (sem esquecer da vitamina C, claro);

Conversar demoradamente;

Ligar para os amigos, amigas, família, amores ou quem der vontade;

Ler um livro;

Ficar deitada na cama toda coberta com o lençol vendo os bons filmes, ou mesmo dormindo;

Aproveitar a calma para render mais no trabalho;

Tirar do armário algumas roupas lindíssimas mas que há algum tempo não estavam mais em uso;

Ter um dia de beleza;

Colocar os pensamentos em dia;

Resolver coisas pendentes;

Se possível, trabalhar em casa;

Comer comidas quentes e gostosinhas;

Descanse, relaxe;

Fique em paz.

 

 

imagem: overmundo achada no velho e bom google ;)

 

palavras-chave:


Cheiro de flor

Ele vinha vestido de calça branca e blusa preta, com uma rosa vermelha na mão. A areia estava branquinha, e o céu, só estrelas.

Naquele dia fazia 5 anos que nos conhecíamos. 5 anos que nos apaixonamos, que nos encontramos, que nos permitimos.

- "Boa noite, meu amor".

- "Boa..."

Um beijo encerrou o diálogo e começou a emoção. Sem nenhuma palavra fomos para sua casa, com cheiro de flores.

Tivemos uma noite regada a vinho, música e cheiro de flores.

Tanto cheiro de flor porque ele sabe que adoro incensos, e para ele, flores lembra feminilidade.

Ao acordar, nos amamos de novo e nos despedimos.

Com isso, pude saber, eu o amo, amo, amo, amo e amo.



Terça-feira, 25 de Março de 2008

Renovação do amor

Sei que já escrevi post sobre esse assunto, mas é que ontem o programa da Hebe tratou disso e foi tão legal! Ela chamou psicólogos, um colunista sobre relacionamentos, um casal casado há 17 anos, a Elza Soares e outras pessoas.

Assuntos como traição, paixão e casamentos foram tratados de uma forma bem legal. Confesso que renovei minhas esperanças de que os homens ainda valem a pena e que a gente pode conseguir um amor pra vida toda.

 

Entre os convidados, vou destacar o casal. O cara é o cantor da banda Tihuana. Ele é casado com a mesma mulher há 17 anos. Eles disseram que a paixão é algo que deve ser renovado constantemente para que o casamento dure. O casal tem que inventar formas de conquistar o outro de vez em quando. Pois o psicólogo afirmou que a paixão dura 2 anos, e quando ela acaba, a tendência é que a pessoa procure outra paixão. Ou seja, se o casal não conseguir fazer com que a paixão continue a nascer no relacionamento, a probabilidade de uma traição é bem grande.

E esse casal em especial, afirma que nunca se trairam. Dizem que já tiveram muitas brigas feias e quiseram acabar, mas que nunca houve traição e nem fim. (Qual será o segredo?)

 

Saindo do mundo do casal, outro assunto interessante foi o que tratou das peculiaridades dos homens. Como exemplo a ajuda que eles precisam das mulheres para tomarem atitudes mais coerentes.  Homens são muito práticos e entendem tudo literalmente, geralmente são bem menos sensíveis do que as moças. Portanto, em diversas ocasiões, as mulheres precisam dar um desconto para a macharada e dar uns palpites. Isso também deve ser aplicado no namoro/casamento. Naquela briga feia, que vocês ficaram sem se falar, se você sentir necessidade de voltar a falar com ele, deixe seu orgulho pra lá e fale. Porque se você disse "Nunca mais quero falar com você" ou similares, não espere que ele quebre esse pedido, porque como eu disse: homens entendem tudo literalmente e tendem a agir a partir do que entenderam.

 

Homens e mulheres são diferentes demais, não tem como afirmar quem é o mais complicado. Mas, com jeitinho e paciência, a gente pode ser muito feliz com eles.

 

pareço: happy
o som que tava rolando por aqui...: Cuide bem do seu amor - Paralamas
palavras-chave:


Sábado, 15 de Março de 2008

Juventude grávida

Não sei se é porque estou reparando mais em nós mulheres depois que comecei com o blog ou se é a minha idade. Mas nos últimos dias, tenho percebido que não é tão rara, quanto pensei que fosse, a gravidez na adolescência.

Digo isso porque tem aparecido em meu caminho um número considerável de mães com a minha idade ou em torno (20 e poucos..). Geralmente essas mães possuem filhos de 3,4 anos...Ou seja, eles vieram perto dos 18 anos. E a maioria dessa maiora, é mãe solteira. Não que eu tenha algo contra as mães solteiras, mas é que eu penso que seja uma fase muito difícil de se passar, e aos 20 e poucos anos, ninguém tem que sofrer uma barra assim.

 

Claro que eu já vi e li muitas notícias sobre a gravidez na adolescência e estou a par das campanhas em torno do assunto. Mas a maioria das notícias que vi tratavam de mães da periferia e o quadro que venho reparando é o da classe média mesmo. Minhas amigas de faculdade são mães ou estão grávidas.

Chego a me perguntar qual será a porcentagem dos filhos esperados, imagino que não seja nem 5%. Para mim, no auge dos meus 21 anos, não é fácil imaginar como seria se eu fosse mãe. Na verdade, faz pouco tempo que aceitei a idéia de um dia vir a ser (tenho minhas dúvidas enquanto ao futuro do nosso planeta e por isso não sei se terei coragem de colocar mais uma vida nele, mas isso é outro assunto). Mesmo tendo uma relação significativa com meu namorado, não consigo nem imaginar na possibilidade de ter um filho pelo menos nos próximos 5 anos.

 

Então, deixo aqui minha admiração a essas mães novas. Desejo força e perseverança. Na hora da descoberta deve bater um desespero, mas, quando a barriga começar a crescer deve ser lindo. Eu acho grávidas lindas! Aquele barrigão, a pele linda, os peitos grandes, mãos nas costas...Lindas! Lindas! :)

 

palavras-chave:


Quarta-feira, 12 de Março de 2008

Depois da tormenta, a calmaria. Depois do fim, o começo.

          Depois de uma briga que você pensou que fosse acabar com o relacionamento, vem uma fase boa. Vem o carinho renovado, os apelidos carinhosos e fofos, os beijos mais cuidadosos...

          

         Ele não é mais tão carinhoso, perde a paciência rápido e não liga mais para as suas reclamações (ou sugestões). Vem logo uma tristeza né?

 

"Será que ele ainda me ama?"

"E ele pode estar enjoado de mim?"

"Estou reclamando demais?"

 

    Certo dia, as questões cresecem tanto que desencadeiam uma briga, uma graaande briga. Choro pra cá, reclamação pra lá.

 

"Você tá sendo exagerada!"

"Você mudou muito!"

"Não sei se ainda sentimos a mesma coisa que sentimos no começo"

"Acho que não é mais amor, é só amizade"

"Você está sendo precipitada"

"Quer mesmo terminar?"

"NÂO!"

 

    Vocês não só continuam namorando como o relacionamento melhora. Agora ele passa a te chamar por novos apelidos, telefona mais vezes (de vez em quando só pra dizer que estava pensando em você). Você, parece aquela boba apaixonada do começo, com a esperança e força renovada. Você acredita que tudo vai dá certo, que vai ser bom de novo.

 

    Hoje de manhã ele te liga dizendo que acordou com preguiça de ir ao trabalho mas quando pensou em você criou ânimo, pois ele quer que você o admire.

 

AME, AMO, AMAMOS!

 

 

obs: Acho que vou escrever crônicas agora...Acho tão legal!

palavras-chave:


*Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


*palavras-chave

* todas as tags

*procurar por aqui

 

*Ana

*Fazer olhinhos

blogs SAPO
RSS